psique e suas nuances

psique e suas nuances

segunda-feira, 1 de outubro de 2012

CINEMA ALEMÃO E A PSICANÁLISE


Parte do meu Projeto de Pesquisa se encontra protegido na Biblioteca Nacional e está no meu Currículo Lattes do CNPQ. Plágio é crime.

(Percebi a entrada de um mesmo IP várias vezes nesse BLOG, por questão de segurança, retirei parte do conteúdo do trabalho).

Ao considerar que a Psicanálise é uma prática de análise da Psique Humana e que o cinema joga com as leis da linguagem que Freud descreve como mecanismo fundamental na elaboração onírica*, sendo conteúdos encobertos, mostra-nos estruturas recalcadas que tentam emergir como um disfarce verdadeiro dos sonhos. O trabalho do sonho é a passagem do oculto ao manifesto. Basicamente podemos dizer que o conteúdo oculto é algo semelhante a um impulso e o conteúdo manifesto é uma imagem visual. Finalmente, o conteúdo manifesto¹ é uma fantasia que simboliza o desejo ou impulso latente². Trata-se de uma fantasia, que consiste essencialmente na satisfação do desejo ou impulso velado, ou seja, sonho e cinema jogam com o imaginário do ser humano. (1900; em Freud – A Interpretação dos Sonhos, vol. IV p.131 na Ed. Bras.).* (1916 -1917, p. 206).
            No sonho existe um conteúdo manifesto e um latente. O latente mostra-nos estruturas recalcadas que tentam emergir, ou seja, é o verdadeiro sonho, e o manifesto é o sonho quando o sujeito conta, sendo um disfarce do sonho. Então o primeiro é o inconsciente e o segundo é o consciente, é uma imagem visual, é uma fantasia que simboliza o desejo que foi satisfeito através do sonho, trata-se de uma satisfação parcial das nossas estruturas primitivas; Freud o chama de conteúdo latente e que tem como objetivo iludir as defesas do ego. Quando manifestado, lembramos-nos de breves cenas, como as cenas de um filme, cena em cena, passando pelos nossos olhos. (Freud, 1916 – 1917, p. 218).
O sonho é um lugar do desejo, da identificação e da projeção. A instituição Cinema e todo o aparato da cultura industrializada que gira em seu entorno representam um poderoso instrumento de hegemonia cultural. Ao comporem uma determinada dinâmica de vida entre as pessoas, os filmes também participam na formação de valores éticos e juízos de preferências, nesse sentido, portam uma faceta emocional e histórica.


*A Psicologia dos Processos oníricos (cap. VII p.541) in Obras Completas de Sigmund Freud: Ed. Standard brasileira. Vol. V Rio de Janeiro: Imago Ed. 1996.
¹ Fachada
zero O significado, o despistar o superego.
Na sociedade contemporânea, eles concretizam práticas filosóficas e psicológicas pelas personagens terem relação intrínseca com o indivíduo que sonha, pois é ele quem elabora suas ações por processos psíquicos inconscientes.
Na situação fílmica às vezes o espectador se projeta, identifica, torce por eles e recria os acontecimentos. Conjecturando, o mesmo pode construir ou desconstruir de acordo com a assimilação de sensibilidades e conhecimentos. Tendo como parâmetro o filme “A Queda! As Últimas Horas de Hitler” do diretor “Oliver Hirschbiegel”, percebemos que se trata ainda de uma dicotomia que carrega consigo uma consequência muito séria, concordando com as palavras do historiador John Lukács, para quem a definição de Hitler como louco exonera-o de toda responsabilidade, levanto a hipótese de que ele, em sua alienação autoimposta, para a qual o Bunker é uma metáfora tão perfeita quanto simples, é encenado como alguém incapaz para comandar seus aliados, por motivos físicos e psicológicos; aparentemente o espectador “observa” as cenas por um buraco de fechadura.
Adolf Hitler “estava”¹, “alienado”², era uma pessoa incapaz, segundo alguns trabalhos, e críticos sobre este filme. A teoria psicanalítica nos adverte que a construção de uma teoria que diga respeito à “realidade”, o que é importante não é a diferença entre o que é da ordem do visível ou do invisível, mas sim, a diferença entre o olho e o olhar. O que se pretende dizer com isso é que a função de ver, não está relacionada apenas com os olhos, mas como olhamos as coisas. Para Kant, a estética é o compromisso entre a natureza e a liberdade. Segundo a “Crítica da Razão Prática”, ele se refere aqui a “natureza humana”, apesar de acreditar que seja algo de “subjetivo”, existem os componentes racionais da estética, ou seja, as cognições³, que são fundamentais para alterar a crítica de juízos. É esse olhar que estou mencionando, é essa identificação que estou me apegando.




¹ Não utilizado, o verbo no passado, “ser”, por apresentar-se como qualidade ou característica habitual. Usa-se seguido do particípio passado, para formar a voz passiva. Entende-se, como pessoa que é que foi um ente humano e por toda a sua existência.
² De forma geral tornou-se popular para descrever um distanciamento entre os indivíduos e a realidade, onde o mundo se torna cada vez mais estranho e exterior, em contraste com a visão do selvagem que viveria em proximidade e equilíbrio com a natureza. Também é aquele que perdeu o controle sobre o próprio destino e que não enxerga a realidade como ele é, mas através de fantasias, alienado não é um ou outro, somos todos nós, que dependemos de um sistema exterior que não compreendemos.
“para Kant, estabelecemos as nossas próprias regras do que é belo, a partir da crítica dos juízos, isso significa que o belo, está relacionado com a época, a cultura, e com a nossa aprendizagem”.
Cognição – Ato de processo de conhecer inclui estados mentais e processos como pensar, a atenção, o raciocínio, a memória, o juízo, a imaginação, o pensamento, o discurso, a percepção visual e audível, a aprendizagem, a consciência, as emoções.





O tema faz hiperligação com o link original

Durante a Segunda Guerra Mundial, depois que os nazistas bombardearam várias vezes o Gueto de Varsóvia, na Polônia, Rebecca, de 13 anos, e David, de 14, haviam-se escondido em meios aos destroços.
Era inverno e fazia muito frio. Durante semanas, Rebecca não se atrevera a sair dos escombros, apesar da escuridão, enquanto David aventu-
rava-se de vez em quando a ir em busca de comida. Todas as lojas haviam sido destruídas durante os bombardeios, mas algumas vezes David conseguia trazer algum pão envelhecido ou comida enlatada. Assim, eles iam sobrevivendo e marcando os dias a partir do primeiro em que se haviam escondido.

David sabia que sair dos escombros e circular pelas áreas controladas pelos nazistas era perigoso, mas sabia também que se não se arriscassem, acabariam morrendo de fome. Assim, dia a dia, aventurava-se pelos becos e ruas.

Um dia, um dos mais frios até então, David saíra. Sentada em um canto, encolhida e assustada, Rebecca aguardava o retorno de seu amigo. Subitamente, ouviu o sons de uma respiração. Era David que chegava.

Após acalmar sua amiga, David sussurrou: "Rebecca, eu encontrei um tesouro". Em seguida, mostrou-lhe uma porção de queijo, batatas, cogumelos secos e um pacote de balas, acrescentando: "Há mais uma surpresa, mas só vou mostrar-lhe mais tarde".

Após se alimentarem, David disse a Rebecca: "Você sabe que hoje é o primeiro dia de Chanucá e eu encontrei uma vela e alguns fósforos". Assim dizendo, o menino arrumou a vela, orando e, em seguida, acendeu-a. Pela primeira vez desde que haviam-se escondido nos escombros, os dois olharam-se no rosto e conseguiram enxergar um ao outro. Apesar de sua pouca idade, haviam prometido que, se conseguissem sobreviver, um dia se casariam.

Ambos haviam perdido suas famílias. Ambos tinham muitas razões para estar zangados com D'us, por estarem enfrentando tantas tragédias, mas a luz da vela trouxe paz aos seus corações e a suas almas. Aquela pequena luz, cercada por tantas sombras, parecia trazer-lhes uma mensagem: o demônio não havia dominado tudo e ainda havia um resto de esperança.

Várias vezes os dois jovens haviam pensado em fugir de Varsóvia, mas não sabiam como. O gueto estava cercado pelos nazistas dia e noite. Rebecca, principalmente, sempre hesitara em tomar a decisão de fugir, mas David sabia que suas chances de sobrevivência eram cada dia menores, caso permanecessem na cidade. Agora, iluminada pela chama da vela, Rebecca disse a David: "Vamos partir". "Quando", ele perguntou-lhe. E ela: "Quando você achar que é o momento exato". E David afirmou: "O momento exato é agora".

Assim, os dois amigos prepararam-se para partir. David explicou a Rebecca qual era o seu plano e quais as chances que tinham de sobreviver. Disse-lhe que deveriam andar em meio a destroços, esconder-se nos esgotos, provavelmente infestados de ratos, e talvez congelar até a morte. Mesmo assim, a menina não desistiu e eles partiram.

Em momentos de grande perigo, às vezes as pessoas descobrem que sua coragem é maior do que imaginavam e foi exatamente o que aconteceu com Rebecca e David. Ele foram obrigados a passar pelos esgotos, por caminhos tão estreitos que eram forçados a se ajoelhar e andar bem abaixados. Mas os alimentos ingeridos em Chanucá e a alegria por terem celebrado a festa levava-os a prosseguir, até que pelos sons que ouviam do exterior perceberam que haviam alcançado o outro lado do gueto. Agora, deveriam sair dos esgotos e deixar a cidade o mais rápido possível.

Muitos milagres pareciam estar acontecen- do naquela noite de Chanucá. Por receio de ataques aéreos dos aliados, os nazistas haviam ordenado um blecaute total na área. Por causa do frio, era menor o número de guardas da Gestapo nas ruas. Assim, os dois jovens conseguiram chegar até a floresta mais próxima para descansar e se alimentar.
David e Rebecca levaram uma semana para conseguir encontrar os membros da Resistência, os partisans, que lutavam contra os nazistas. Em sua viagem, recebiam ajuda de camponeses até que em um povoado encontraram um membro da organização clandestina Haganá, que viera de Eretz Israel para resgatar os judeus que fugiam das perseguições nazistas. Este jovem combatente levou-os ao encontro de outros refugiados escondidos na floresta. Era o último dia de Chanucá e, naquela noite, todos acenderam as oito velas. Enquanto alguns jogavam com um dreidl outros permaneceram em vigília.

A vida de David e Rebecca mudou completamente desde o momento em que se juntaram aos membros da Haganá e a outros judeus que tinham um único objetivo: estabelecer-se em Eretz Israel. A viagem até seu destino nem sempre foi fácil. Atravessaram a Checoslováquia, a Hungria e a Iugoslávia, onde um pequeno barco os esperava para levá-los a seu novo lar. O silêncio e o segredo eram essenciais, pois os nazistas ocupavam a Iugoslávia.

A travessia por mar foi marcada pelo perigo. Os refugiados temiam os submarinos e os aviões alemães e nada podiam fazer além de rezar. D'us ouviu suas preces e levou-os a Eretz Israel em segurança, onde foram recebidos com amor e alegria, esquecendo-se, gradativamente, dos sofrimentos na Europa.

Rebecca e David encontraram parentes em Israel, que os acolheram e ajudaram a reconstruir sua vida. Estudaram em escolas onde aprenderam o hebraico e, mais tarde, na faculdade. David formou-se em Engenharia, em Haifa, e Rebecca em Literatura e Línguas, em Tel Aviv. Enquanto estudavam, continuaram a se encontrar nos finais de semana, até que se casaram.

Eles me contaram a sua história em uma noite de Chanucá, em sua casa, em Ramat Gan. As velas estavam acesas na chanuquiá e Rebecca estava fazendo sufganiot (sonhos). David e eu estávamos jogando dreidl com seu filho, Menashem Eliezer, assim chamado em homenagem a seus avós. David então me contou que aquele dreidl de madeira com o qual estávamos jogando era o mesmo utilizado pelos partisans naquela noite na floresta polonesa.

Rebecca então me disse: "Se não fosse por aquela pequena vela que David trouxe ao nosso esconderijo, nós não estaríamos sentados aqui hoje. Aquela pequena luz despertou a nossa esperança e uma força que não sabíamos possuir. Daremos este dreidl a Menashem Eliezer quando ele for maduro o suficiente para entender o que nos aconteceu e como milagrosamente fomos salvos".







Caso queiram assistir mais alguns filmes sobre a segunda Guerra:
Descobri desse link: Filmes

domingo, 30 de setembro de 2012

O SIGNO, O SIGNIFICANTE E O SIGNIFICADO


Significantes e Significados


"Meu dizer que o inconsciente é estruturado como uma linguagem não é do campo da lingüística. " JACQUES LACAN.

Todos os Créditos de Pesquisa para Nadiá Paulo Ferreira Doutora em Letras; Psicanalista do Corpo Freudiano do Rio de Janeiro - Escola de Psicanálise; Professora titular de Literatura
Portuguesa da Uerj.


domingo, 27 de maio de 2012

O ESTRESSE

Logo que terminei a graduação, fui convidada por um dos meus professores para dar aula com ele sobre o Estresse, confesso que fiquei surpresa, o Prof. Candido da Universidade de Guarulhos. Com as aulas montadas fui eu naquele final de semana assistir boa parte das aulas, aprender e evidente ministrar uma aula. Me lembro daquela apostila muito bem feita e do que ele falava, foi impressionante, porque usamos com uma frequencia a palavra estresse para quase tudo. Se por qualquer razão estivermos irritados com alguém, ou o transito estava mais carregado, soltamos a frase básica, me deixe quieta porque "hoje estou estressada"! Se tornou tão costumeiro, usual, utilizar, que nem mesmo paramos para avaliar o que é o estresse, a magnitude que envolve essa doença o tamanho dela, quais as consequências que pode trazer para uma pessoa, quando ela realmente está acometida com um quadro de estresse.

quarta-feira, 16 de maio de 2012

Made in BRASIL

Nova loja com participação da rede GLOBO nos ESTADOS UNIDOS, essa eu ri! Magazine MADE IN BRASIL, com a Patricia Poeta falando alegremente falando no jornal Nacional ontem a noite 15.05.2012. O país das diferenças, levando mais uma imbelicidade para os Estados Unidos. A REDE GLOBO, poderia ir um pouco mais perto e ver que não é tão simples encontrar uma vaga, nas escolas da rede pública, no Campo limpo, aqui na cidade de São Paulo pouco se tem áreas de laser para crianças e adolescentes, conseguir vaga para teatro, futebol, ballet, aulas de canto, música, seja o que for para que as crianças e pré-adolescentes tenham a possibilidade de ter uma vida mais digna e fazer a diferença, não é o suficiente, o que mostra na TV não é necessário, conheço um numéro substancial de jovens que necessita desses serviços e as portas se fecham! A realidade é bem diferente do que a beleza que se mostra na TV.

sábado, 12 de maio de 2012

Brasil

Comportamento dos brasileiros, segundo uma boa parte dos estrangeiros, somos "cool" ou legais!!! O que na minha modesta opinião, está mais para babaca mesmo. Aquilo que eles denominam como um povo caloroso, que gosta de abraços, beijos no rosto, porém o que eles se esquecem é que esse tipo de cumprimento apenas e tão somente é dado para pessoas conhecidas, não para estranhos. Aplaudi o que ocorreu recentemente com a Espanha: "Brasília – A partir do dia 2 de abril, o Brasil passará a tratar os viajantes espanhóis da mesma forma que o serviço de imigração da Espanha trata os brasileiros que tentam entrar no país europeu. De acordo com a decisão do Ministério das Relações Exteriores, serão exigidos dos espanhóis, além do passaporte válido por pelo menos seis meses, passagem de volta com data marcada, comprovação de reserva em hotel ou alojamento e dinheiro suficiente para se manter no país pelo período declarado. Caso o turista fique na casa de parente ou amigo, terá que apresentar uma carta de quem o convidou informando quantos dias o visitante permanecerá no Brasil. A carta terá que ser assinada pelo anfitrião com assinatura reconhecida em cartório. Com relação ao dinheiro, o valor mínimo exigido pelo governo brasileiro é R$ 170 por dia de permanência no país." Esse País tem que mostrar a sua cara, está na hora de mostrar ao mundo que se trata de um país sério. Atualmente muitos paises tem aberto as portas para os brasileiros, que aliás é patético acharem que temos aparência de mexicanos, e que a nossa capital é BUENOS AIRES ou muitos ainda pensarem que ainda é o RIO DE JANEIRO!!! Para os mais desinformados é BRASÍLIA a capital do BRASIL. Brasileiro não é tão bonzinho assim, tem opinião própria, luta pelos seus valores, muitos brasileiros que sairam desse país foram na ilusão de tempos melhores em outro local...BOBAGEM, somos discriminados fora daqui, somos apenas latinos, por mais que tenhamos muito mais conhecimento que qualquer gringo! Vejam só uma balada em São Paulo!
Não estamos no meio mato, é apenas a cidade de São Paulo, vila Olimpia!!! É caro viver no Brasil, pagamos muitos impostos, as vezes a injustiça social é de doer mesmo na pele...A corrupção, as sacanagens diarias do governo, da midia e por ai vai, mas a gente vai levando. Vamos vivendo nas nossas casas construidas de tijolos sabe, muito mais ecologicamente correta. Não temos aqueles comportamentos estapafurdios que vemos no discovery home and health das norte americanas chorando e se abraçando quase que histericamente!!! Alooouuu... Então me pergunto sobre o que mesmo estamos falando? Histeria mundial? Histeria na América? Vocês dos Estados Unidos, mais uma vez adoram falar do comportamento alheio e sentam em cima do rabo! O Ator Taylor Lautner provavelmente por ser mais moreno que os demais da saga Crepúsculo deve ter ficado incomodado por ter se deparado com brasileiras mais claras que ele. E para finalizar gostaria de deixar uma imagem da minha cidade que não para nunca de trabalhar, que tem gente honesta, mulheres que sustentam suas familias, sendo desde secretárias do lar, a juízas.

terça-feira, 8 de maio de 2012

A visão de hollywood em seus filmes sobre os brasileiros

Quando assisto algum filme que ouço algum comentário sobre penso, lá vem bomba... Geralmente não costumo estar errada, esses dias assistindo o filme então mostra um restaurante brasileiro com um samba esquisito, com umas moças com roupa de dança do do ventre e penachos de carnaval!!! No filme 2012, aquela imagem do Cristo Redentor caindo e os barracos da favela da rocinha desmoronando foi lamentável... No filme Amanhecer mostrar vários mexicanos e dizer que eram brasileiros, com aquele samba esquisito e que somos pessoas místicas, cheias de ideias sobre vampiros, tudo bem que seja um filme, mas vai se catar!!! O Silvester Stalone dizer que podemos destruir uma cidade que agradecemos, como ele foi imbecil... O Príncipe Willian vem para o Brasil e o que ele faz? Vai andar de teleférico no morro do Alemão... Não, ele Não, foi conhecer a Ilha de Marajo, Natal, Sergipe, Maceió, São Paulo, as Cataratas do Iguaçu! o ator robin williams em uma reportagem a respeito da copa do mundo nos chamou de macacos!!! Parabéns (Y). O ator Taylor Lautner, 17 anos, disse que as brasileiras são grudentas e que ele ficou com medo delas...(Y). Parabéns garotada!!! Recentemente Mark Zuckerberg, disse e em partes concordeu que os brasileiros estão estragando o FACEBOOK, se ele não tivesse generalizado, afinal não somos a totalidade, afinal ele estudou em HARVARD, deveria entender um pouco de FILOSOFIA, apesar do seu idioma medíocre e saber que nada pode ser a sua totalidade. Quanto a esse país EUA, que acha que AMÉRICA se resume ao país das casas de madeira, que acaba diariamente com o ALASCA para continuar construindo casas e se preocupando com a nossa amazonia. Que ingere por dia mais gordura por dia, que ingerimos acredito que por ano! Que mulheres bonitas vimos apenas em filmes, porque nos programas como H&H o que vimos são obesas EM SOFRIMENTOS, mulheres muito obesas mesmo, porque só ingerem chees isso, chees aquilo! As que se acham bonitas como a Sarah Jessica Parker, tem cara de cavalo. E só mais um p.s:
Em 1906, Alberto Santos Dumont decola com seu 14-Bis em Paris, voando aproximadamente 220 metros. Foi a primeira exibição pública de uma aeronave voando a essa distância de forma autônoma e, logo, Santos Dumont passou a ser conhecido na Europa como o inventor do avião. Irmãos Wright Contudo, algum tempo depois, os americanos Orville e Wilbur Wright provaram que tinham feito o primeiro vôo três anos antes de Dumont. Até aí tudo bem. Todos os especialistas no assunto, até mesmo os que defendem Dumont, concordam que os irmão Wright voaram primeiro, no entanto, o que os defensores de Dumont pregam, é que a aeronave dos irmãos Wright não foi capaz de levantar vôo sozinha nem de se manter no ar por conta própria, sendo auxiliada pelos fortes ventos que sopravam na região. É aí que começa a briga. Os defensores dos Wright afirmam que esses argumentos dos brasileiros são um absurdo e que, antes de Dumont, os Wright já haviam executado vários vôos com sucesso. Os brasileiros usam até filosofia: “Se uma árvore cai na floresta e não tem ninguém para observar ou ouvir, essa árvore realmente caiu?” Enquanto a briga nacionalista continua, diferentes países contam diferentes passagens em seus livros de história. Mas fazer o quê? História nunca foi e nunca será uma ciência exata. P.S: Se Dumont perder essa briga, pode começar sua outra cruzada: o primeiro homem a usar um relógio de pulso.

quarta-feira, 18 de abril de 2012

Trailer 1 A LISTA DE SCHINDLER PT

Sempre quis assitir esse filme porém por ser muito longo, acabei deixando pra lá. Criei coragem e assisti!
Tudo o que posso dizer é que ainda estou pensando nos judeus...


terça-feira, 3 de abril de 2012

O outra face da Raiva



Dentre tantos filmes que assisti esse final de semana, esse me chamou atenção pelo título e contexto.
Essa mãe que foi abandonada pelo marido e não consegue lidar com suas quatro filhas, cada vez que tenta acertar em seguida faz algo que estraga tudo! Mas fica a pergunta, qual é a outra face da raiva?
O HOMEM SEM FACE

Então percebo que as pessoas temem tudo aquilo que não conhecem e fantasiam, fantasiam coisas, porque na verdade muitas dessas pessoas olham apenas títulos, dinheiro, características físicas e quem sabe, mas quem sabe mesmo, em algum momento irão avaliar o seu caráter.


SOCIEDADE DOS POETAS MORTOS

Os pais depositam todas as expectativas nos filhos, em especial aquelas que um dia desejaram ser, deram a eles a carga de vencer de enriquecer porque tiveram trabalho sem questionar ou pestanejar. Nunca olhando sob outra perspectiva o mundo "Carpe Diem".

SHAKESPEARE APAIXONADO

Como é difícil ser mulher num mundo que ainda e apesar de estarmos em 2012 é de homens! Shakespeare sempre será atual.

COUNTRY STRONG

A difícil arte de ser famosa e ser cobrada, de ser insegura e deprimida!

MOULIN ROUGE

Amar loucamente a cortesã Satine no final do séc IX não deve ter sido muito fácil, numa época onde morrer de tuberculose era fato e fatal.


(O Secretariat REAL de 1973)


O Filme Secretariat.

CORAGEM DE VIVER

E como alguém tão jovem pode nos ensinar o que é ter coragem de viver, ter determinação e ganhar prêmios. Principalmente porque não é ficção, é a história de Bethany Hamilton.

sábado, 17 de março de 2012

Muito Prazer

Para os que me conhecem, aos que me conhecem pouco, aos que tem uma imagem pouco real ao meu respeito! Sou humana, tenho crises emocionais sim, dependo de terapia sim, não sou nenhuma super mulher. A Psicologia é apenas uma profissão, não um modo de vida! Viro uma fera quando mexem com meus filhos e neta. Eu choro, fico triste, parto para a briga, sofro de amor, não tenho receitas prontas para a vida, tenho crises existenciais, dúvidas, raivas, me sinto injustiçada as vezes, não minto, não sou duas caras, não disfarço nunca! Não consigo ser politica em determinadas situações, mas amo apaixonamente meus amigos, filhos e neta.

Prazer, eu sou
apenas a Sonia Furlanetto